Negocio Online redelucrativa

Funil de Vendas, O que você conhece sobre esta Ferramenta?

Funil de Vendas, O que você conhece sobre esta Ferramenta?

Funil de Vendas, O que você conhece sobre esta Ferramenta?

Funil de Vendas é uma das principais ferramentas de marketing de qualquer negócio, independentemente do tamanho ou ramo de atividade, pois o foco está em vender.

Qualquer empresa deve se preocupar com isso, afinal, é das vendas que vem o dinheiro que mantém a empresa de portas abertas.

O problema é que boa parte das empresas, sobretudo as que estão começando agora no mercado, não pensa no processo de vendas de forma estratégica e deixa de estudar o comportamento do cliente para apoiar suas táticas.

Se, atualmente, vive em uma situação de tentar vender, mas não encontra um caminho para isso, o Funil de Vendas se tornará seu melhor amigo! Vamos saber mais sobre ele abaixo.

Funil de Vendas – O que é e como funciona?

O Funil de Vendas é o conjunto de processos e etapas que compreende a partir  do momento em que o consumidor tem contato com a sua marca pela primeira vez até o dia em que se realiza uma compra e se torna seu cliente.

O Funil de Vendas se baseia na jornada de compra, que é, de certa forma, previsível. É por todos sabido que o consumidor inicia o processo com um desejo ou necessidade de comprar algo, faz uma pesquisa e, só depois de ter informação e confiança suficientes, fecha a compra.

A principal função do Funil de Vendas é dar suporte à equipe de marketing e vendas, de forma que todos os processos de relacionamento com o cliente e a conversão sejam estruturados com o objetivo de levar o consumidor  da parte superior do funil até o fundo, já está pronto para comprar.

Quando se pode identificar em que momento do processo de compra, o consumidor está, e cria protocolos de comunicação e venda, pode entregar a cada cliente exatamente o que ele precisa para avançar no processo e fechar a venda.

Vamos imaginar que você trabalha com a venda de sistemas de automação para pequenas empresas e tem dois clientes.

Um deles ainda não tem certeza se deve contratar um sistema, e o outro já sabe o sistema que vai precisar, não sabe se vai ser fácil utilizá-lo ou se é necessário contratar um especialista.

Obviamente, o tratamento para estes dois clientes em potencial será diferente, senão vejamos:

Para aquele que ainda se está a iniciar nas pesquisas pode ser bem interessante você produzir um texto em seu blog onde mostre a importância de ter um sistema de automação das empresas.

Para o outro, o ideal é enviar um roteiro mostrando a utilização, para que se conheça a ferramenta e assim se sentir mais seguro, sabendo que vai poder usá-la sozinho.

Viu? Pensando em que momento do processo de compra de cada consumidor estava, encontramos diferentes estratégias que os aproximem da conclusão da compra. O Funil de Vendas é exatamente isso.

Via de regra, o Funil de vendas é formado de quatro etapas ou passos, mas você pode adaptá-lo de acordo com seu negócio e com seu propósito de chegar até ao seu consumidor.

Funil de Vendas e seus passos.

Atrair o Visitante –  Este é o primeiro momento do funil de vendas, onde chamamos  de visitante a pessoa que está conhecendo a sua marca no momento que você faz suas divulgações.

Este primeiro contato pode ocorrer por meio de uma rede social, numa busca orgânica no Google, ou por outros meios de divulgações, por exemplo. Nesta fase, o visitante já começa a ter uma ideia do que quer comprar, mas ainda não se decidiu pela compra.

Cliente em potencial – O cliente em potencial é aquele visitante que demonstrou estar realmente interessado nas informações que foram divulgadas nos seus anúncios e registrou seus dados para receber um contato ou, receber mais conteúdo sobre o que está com vontade de comprar.

Para exemplificar, vamos pensar em uma empresa que trabalha com eventos.

O site da empresa recebe, diariamente, vários clientes, e para transformar essas pessoas em clientes potenciais, desenvolve-se uma lista de verificação de organização de eventos para baixar, um material que ajuda os que estão começando a organização de uma festa.

Para ter acesso, o site solicita que seja registrado o e-mail e contato do visitante, o que faz dele um cliente potencial.

Pensando que quem baixar o material, provavelmente está pensando em fazer um evento, os contatos registrados são preciosíssimos para o evento da empresa, que tem a oportunidade de trabalhar com este público, para que possam se tornar clientes fidelizados.

Para conseguir um cliente potencial é necessário dar algum tipo de recompensa para o convencer a deixar os dados que você precisa.

Pode ser um material para download, como no exemplo, ou mesmo um e-book ou algo que o recompense de fato.

Uma vez que um novo cliente potencial seja recebido pela equipe de marketing, o ideal é que ele passe a receber os conteúdos que lhe ajudem a entender melhor o produto e dar apoio para que ele passe à condição de oportunidade.

A esta ação, de alimentar os contatos registrados com conteúdo, chamamos de nutrição de cliente potencial.

Mostrar a oportunidade –  Assim sendo, alguém visitou seu site, tornando-se assim um cliente potencial, através de algum tipo de registro que fez e começou a receber o conteúdo para que possa conhecer melhor a sua marca e seus produtos.

Depois de algum tempo, este cliente potencial já terá tido informação suficiente para receber uma abordagem mais direta para a venda, ou seja, está no momento de mostrar a oportunidade que se tem para ele.

Esta é a hora de entrar em contato com o cliente potencial para conhecê-lo melhor e saber o que falta para fechar a compra da oportunidade que se tem para ele.

O ideal aqui é que esta abordagem seja muito bem planejada e realizada no momento adequado, de forma que não se assuste um cliente potencial que eventualmente pode ainda não estar preparado para comprar.

Normalmente, esse contato com as oportunidades se dá por telefone ou e-mail marketing mais focado na venda direta que no conteúdo.

Cliente efetivado – Uma vez que a venda é realizada, com a aceitação da oportunidade ofertada, o cliente potencial se torna um cliente efetivado, lembrando que o trabalho não terminou.

É necessário toda a atenção e dedicação a este cliente efetivado, procurando cultivar uma boa relação com ele, pois somente desta forma é que se tornará um cliente fiel e que fará sempre novas compras.

Se gostou das informações, recomende aos amigos e parentes, e volte sempre a nos visitar.

 

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.